Saturday, February 5, 2011

Coisas do Egipto

O que aconteceria no Largo do Carmo no dia 25 de Abril de 1974 se o Spínola concordasse que devia ser o Marcello Caetano a conduzir a transição para a democracia?

(Os espanhóis fizeram isso, sim, mas aí quem depois veio pôr os tanques na rua foram os fascistas...)

Neste caso toda a diferença está na posição do Exército, é claro!

Mas qual é a posição do Exército do Egipto? Já deu para perceber?

( O Obama já mudou de ideias sobre o Mubarak, de um dia para o outro; e a Sra. Ashton diz que o Egipto... é um "fait divers", que nos não deve distrair do PPMO!) .

4 comments:

  1. TIM TIM Faz MÁ BET e em franciuu com fait divers à mistura

    O exército tem orientações variáveis há os oficiais há os soldados

    há os desempregados que protestam e os recém-desempregados do turismo

    há os que ganharam com a pilhagem mas que estão sem comezaina

    em cidades com 10milhões de habitantes
    necessitam de 10mil tones de abastecimentos por dia
    3mil tones de gasoil e gasolina

    não há um Spínola egipcio nem um caetano

    Quanto muito seria Américo Tomás

    uma revolução sem chefes ou com chefes múltiplos é difícil de agradar

    ReplyDelete
  2. não subscrevo a comparação, pois no egipto não houve até agora um golpe de estado como no 25A(que foi um golpe de estado nesse dia, e só depois uma revolução); nem mubarak é spínola (que foi quem assumiu cá o novo poder); caetano, é figura que lá não existe o equivalente; quanto aos militares, cá planearam o golpe e executaram no, no egipto estão nas ruas garantindo que os acontecimentos não transbordem e esperando.

    ReplyDelete
  3. Nem o Obama nem a condessa me convencem...

    ReplyDelete
  4. O post foi já ultrapassado pelos acontecimentos. A senhora não é condessa, é baronesa, mas deve ser ironia sua, cara Helena.

    ReplyDelete