Friday, June 5, 2009

Ainda a escravatura

O meu amigo Boaventura, o Prof. Hespanha e outras pessoas de bem reclamam porque se celebram as sete maravilhas portuguesas no mundo sem se falar do tráfico de escravos.

Pergunto-me se será legítimo celebrar as pirâmides do Egipto sem exigirmos explicações sobre os escravos dos faraós; o Taj Mahal sem nos indignarmos com a escravatura praticada pelos mogóis; Chichen Itzá, sem condenarmos os escravos e os sacrifícios humanos perpetrados pelos maias; o Coliseu de Roma sem lamentar (ao menos) tantos escravos e gladiadores; a Acrópole sem ... chega!

"Todo o monumento de civilização é ao mesmo tempo um monumento de barbárie" (Walter Benjamin)

Ah, desculpem, esqueci-me : antes dos europeus a escravatura era risonha e franca, como bem testemunhou o Espártaco! Pois claro, que confusão neo-colonial a minha!...

1 comment:

  1. Muito bem. Mas é feio ser cruel com os pombas brancas.

    ReplyDelete